carregando

Daniela

Alves

PROFESSORA

DANIELA ALVES

Daniela Alves (1981), natural de Florianópolis, iniciou sua formação em dança com o balé clássico, em 1988, na Academia Albertina Ganzo. É profissional da dança desde 1998, quando participou da fundação do Aplysia Grupo de Dança, no qual atuou como bailarina-criadora e diretora executiva até 2008. Com o grupo, obteve o Prêmio Caravana Funarte (2004), o Prêmio Funarte Klauss Vianna (2006), o Prêmio Funarte Plínio Marcos (2006); e participou do Projeto Tubo de Ensaio (2001), do Conexão Sul (2002, 2003, 2006), da Mostra de Dança de Florianópolis (2001, 2005 e 2006) e do Festival Múltipla Dança (2007). De 2000 a 2005, fez parte da equipe pedagógica e de coordenação do Projeto Social Aplysia, incentivado pelo Prêmio Brazil Foundation (2003) e pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Santa Catarina
(2004). Em 2013, recebeu bolsa de apoio a pesquisa para desenvolver o projeto Direção Múltipla Virtual, concedida pelo projeto Laboratório Corpo e Dança, com subsídio do Programa Rumos Itaú Cultural Dança 2012-2014. Em 2014, com apoio do Edital Elisabete Anderle, deu continuidade à pesquisa e estreou o espetáculo e videodança Direção Múltipla, que, em 2016, circulou na Região Norte do País, juntamente com a oficina-demonstração Direção Múltipla, patrocinados pelo Prêmio Klauss Vianna 2014. Atualmente, realiza o projeto solo “DMV – continuidade”, com o patrocínio do prêmio Elisabete Anderle 2019 e com a parceria de Willian Mario e Lucas Santana; leciona em dois importantes centros de dança de Florianópolis, desde 2013 – Cenarium e Garagem da Dança -; desenvolve o treinamento físico-expressivo autoral “Corpo Infinito” e “Corpo Infinito – novos olhares” – para pessoas com deficiência visual; eintegra o laboratório “ensaio para algo que não sabemos”, com Karina Collaço, desde 2016, premiado pelo Elisabete Anderle 2017 e 2019. Em 2020, recebeu o Prêmio de Reconhecimento por Trajetória Cultural Aldir Blanc SC e o Prêmio Aldir Blanc Florianópolis. Na área de gestão de projetos culturais, além de ter atuado na produção executiva do Aplysia, de 1998 a 2008, produziu o projeto Direção Múltipla (2013-2014), o Direção Múltipla Circulação Norte (2016), o “ensaio para algo que não sabemos”(2016-2019), o projeto “DMV – continuidade” (2019-2020) e projetos da área da música, com Chico Martins (2010-2014). Além da formação em dança, Daniela Alves é graduada em Letras – habilitação em Secretariado Executivo Bilíngue – Inglês e Português, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008).

Registrada como artista/bailarina sob nº 4263, liv. 017, fls. 047, DRT nº 004227/02-19.

FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE AQUI!

SIGA A GARAGEM DA DANÇA

ASSINE A NEWSLETTER

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Aceito receber a Newsletter

A garagem da dança não é uma simples escola, é uma casa que acolhe todos sem preconceitos. Nela, eu me sinto parte de uma família em que todos estão dispostos a aprender uns com os outros, se apoiando e comemorando pelas conquistas alheias. Além disso, foi graças a essa escola que eu me apaixonei pelo sapateado, modalidade com a qual eu quero trabalhar quando for adulta. Resumindo a garagem é um lugar que te faz apaixonar pela dança a cada dia mais, isso com a ajuda dos profissionais maravilhosos que trabalham nela.

Aurora Santis - Aluna há 4 anos

A Garagem da Dança é uma família, todas as pessoas, têm muito amor envolvido. A gente gosta muito um do outro e respeita cada um independente das nossas diferenças.

Isabella Duwe - Aluna há 4 anos